Pr-70, 21 De Novembro De 2019, Declaração Do Porta-voz Do Ministério Dos Negócios Estrangeiros, Hami Aksoy, Em Resposta A Uma Pergunta Sobre As Declarações Do Primeiro-ministro Grego Kyriakos Mitsotakis

República Da Turquia Ministério Dos Negócios Estrangeiros 21.11.2019

O último exemplo de manipulação da opinião pública que a Grécia está a tentar conduzir através da distorção dos factos são as declarações infundadas e infelizes do Primeiro-Ministro Mitsotakis.

Em comparação com a crise migratória de 2015, quando 850 mil migrantes irregulares chegaram à Europa, o atual nível de travessias diminuiu 94% graças às medidas tomadas pela Turquia.

Não é humano para os países localizados nas rotas migratórias, bem como para a Grécia, implementar uma "política de migração zero" e ignorar os direitos dessas pessoas. A Grécia e os países que sofrem de migração devem concentrar-se principalmente na resolução das causas profundas que desencadeiam a migração nos países de origem.

A Turquia acolhe mais de 4 milhões de pessoas deslocadas no exterior. Os nossos homólogos gregos, bem como a comunidade internacional, devem compreender que não é justo que a Turquia assuma sozinha o fardo da migração, que é um problema global.

Apesar de o Primeiro-Ministro grego se recusar a ver e a reconhecer a situação, os migrantes irregulares continuam a ser empurrados para trás na fronteira pelas autoridades gregas. Desrespeitando os valores europeus, estas pessoas são sujeitas a um tratamento desumano.

Consideramos adequado recordar à Grécia que optar pela cooperação com a Turquia nesta matéria trará resultados mais eficazes, em vez de fazer propaganda contra a Turquia.

Exortamos o Governo grego a

- Corrigir as condições desumanas por que passam os migrantes, que também são registradas pelas organizações internacionais,

- Prevenir a morte de migrantes que não possam receber a assistência necessária, lactantes e menores de idade,

- Não esquecer que estas pessoas têm direitos e liberdades decorrentes do direito internacional,

- Pôr fim à prática de repulsão dos migrantes, que é contrária ao direito internacional,

- Não usar armas contra migrantes e não os tratar desumanamente,

- Mostrar respeito pelas crenças dos migrantes, bem como pelos valores comuns da Europa e da humanidade.

Segunda-Feira - Sexta-Feira

09:00 - 13:00 / 14:30 - 18:00

01/01/2019 Ano Novo
05/03/2019 06/03/2019 Feriado Religioso “Carnaval”
19/04/2019 Sexta-feira Santa
01/05/2019 Dia do Trabalho
05/06/2019 Ramadã
20/06/2019 Feriado Religioso “Corpus Christi”
07/09/2019 Dia da Independência
12/10/2019 Feriado Religioso “Dia de Nossa Senhora da Aparecida”
29/10/2019 29/10/2019
02/11/2019 Feriado Religioso “Finados”
15/11/2019 Proclamação da República
25/12/2019 Feriado Religioso “Natal”